segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Está chegando mais um fim de ano e junto com esse “fim” sempre me vem a estranha sensação de que ainda falta alguma coisa pra fazer ou pra terminar...

E isso é estranho...


parece que o ano durou menos do que devia, pois sempre
fica algo que não deu tempo – ou foi esquecido – de ser feito.


O caso é que ao longo dos dias as coisas vão acontecendo e sempre me fazendo esquecer ou deixar pra depois alguns de meus planos; e é nesse “isso primeiro”, “deixa pra amanhã” ou “depois eu termino” que o ano vai passando, e nesse passar ele chega ao fim, e com esse fim o plano fica pra o próximo ano ou pro próximo do próximo ou até pro próximo do próximo do próximo do próximo;

O problema não é deixar pra o próximo ano, problema é que pra que eu realize no ano seguinte, tenho que deixar de realizar coisas que já estava planejando para serem feitas nele, aí o que não pude fazer nele eu deixo pro próximo, e assim por diante...

Por mais que eu tenha me realizado, eu sempre acho que eu poderia ter me realizado mais;

E lá se vão mais promessas de início e fim de ano!!

O foda não é deixar uma coisa inacabada,

O foda é que todo fim de ano tem uma coisa a ser terminada,
começada ou continuada... e isso me deixa fula!

Como presente de natal eu desejo a vocês essa sensação de sempre ter algo pra terminar, Não pra que fiquem com a sensação de inacabados, mas para que a cada início de ano vocês sintam que têm um novo motivo pra continuar...

Espero que o natal de todos vocês tenha sido ótimo e que o novo ano seja ainda mais maravilhoso, cheio de vitorias e conquistas porque vocês merecem!!!

estou aki, mesmo de longe torcendo para que o ano de 2009 seja lotado de paz, amor, amigos, e claro, muito dinheiro!!rsrsrs
espero que Deus nos dê muita força, para superar os obstaculos que a vida nos impôe e ainda mais força para que nós possamos passar adiante tudo o que aprendemos nessa escola maravilhosa que é viver...




ps. sabe akele cabelo vermelhão fogo?, sim foi embora! agora tenho um pretinho azulado. mas pelo menos ficou liso! rsrs, olha aí:




ai jesus! que emoção!!! rsrsrs

um bjão cheio de carinho

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Progresso

Agora me dêem licença
que vou ali no salão fazer minha progressiva
que pobre tamém pode ter cabelo liso tá?
hum!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

E depois da tempestade...


Enfim...
Estou voltando ás antigas...
Alegria, Viviane!! Alegria!!!
trampo novo que tá 80% acertado,
amigos nota 1000 que só levantam o meu astral,
novas tatoossssss,
um cabelitcho vermelhofogoalaranjado suuuuuuper cool
e muita vontade de escrever...
agora é hora da bonança!
Ela vai chegar!
Vocês vão ver!
Me aguardem que eu to com a corda toda!!!
Háháháhá!!!
ah! E depois eu boto (hã? galinha?) as fotinhas das minhas novas tatoos aquieeee...
E não, não. essa foto não é nova
E depois tamém eu punho (hã?²) umas fotinhas do meeeeu cabelitcho vermelhofogoalaranjadoooooooo
rsrsrsrs
beeejo pessoaaaaassss

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

loucura...

Talvez eu tenha realmente enlouquecido
Porque não é normal alguém ser assim tão inconstante e insatisfeita;
Não é normal alguém jogar tudo pro alto, jogar uma vida, sentimentos e sonhos fora assim, sem mais nem menos...
Não consigo me satisfazer com as coisas ao meu redor e eu nem sei porque!!
Não sei porque sou assim tão seleta, talvez seja pelo fato de eu esperar demais da vida e essas grandes expectativas sempre me causam grandes decepções…

Só sei que não me acostumo com nada, só sei que não me conformo com nada;
Sei também que minha vida não está correspondendo às minhas expectativas e estou disposta a tudo para que passe a corresponder…

Aff, to louca...

Não consigo pensar em mais nada além da vontade de morrer. De me livrar logo de tudo isso e procurar um novo caminho para a felicidade…



sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

cansaço


Não quero mais!!!
Não quero mais trabalhar
Não quero mais estudar
Estou desmotivada, desconcentrada e insatisfeita
Estou jogando tudo pro alto agora
Porque estou tão pra baixo, que não tenho vontade de fazer nada da vida
Quero fazer outras coisas
Quero olhar novos horizontes
Quero abrir os olhos para o mundo
E quero conseguir sonhar

Quero ser tatuadora
E fazer minhas próprias roupas
Quero mudar meus cabelos
E pintá-los de preto, vermelho mais que vibrante, e até multicolori-los
Quero ser diferente
Quero ser eu mesma
Quero ser autônoma
E psicologicamente independente...
Porque estou cansada de tudo…

Inclusive de viver...

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Missing...

Tô ficando confusa, acho que perdi meu mundo novamente e não sei o que fazer;
Por mais que eu tente, estou conseguindo; vou tentando marchar... seguindo o ritmo das fúnebres canções que me envolvem lentamente, transformando-me assim, zumbi, escrava de meu próprio ressentimento e do meu próprio coração.
Observo minha mente obscura que outrora foi alegre e cheia de cor...
Tenho que marchar... preciso continuar marchando... tenho que encontrar uma luz que me impeça de ser refém de mim mesma... tô tentando... tentando... é assim que vou conseguir...
Minha própria cabeça me diz no quanto sou tola em me importar com coisas que não fazem sentido, mas não consigo ignorar nada que acontece a minha volta...
Quero de volta sorrisos e afagos, quero de volta lembranças e saudades de um tempo que foi bom;
Quero de volta as páginas de alegria que antes eu escrevia;
Quero de volta o meu amor próprio, o sentimento narcisista que havia em mim...
Quero sorrir novamente sem culpa, sem medo de ser eu mesma,sem medo de ser feliz...

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Voltando apenas para algumas palavras

Tudo o que havia ali , era ela...
Era ela alí, no meio das flores sepulcrais
Em seu corpo não havia mais espiríto,
mas eu ainda conseguia enxergar vida
naquele corpo que não mais se movia...

Não sei porque, mas eu ainda conseguia enxergar vida
naquele coração que já não mais batia...


Talvez fosse culpa do desejo louco
de vê - la novamente em ação...

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

FECHADO POR LUTO


Vó, tu foi uma pessoa importantissima na minha vida, tá?
Espero que vc esteja bem aí do outro lado da vida e espero também que vc já tenha encontrado aí o seu velhinho de toda a vida que partiu antes pra preparar tudo aí para vocês ficarem juntinhos para o resto da eternidade...
Te amo muitão e nesse momento vc já está fazendo uma falta danada aqui no meu coração...
Fica bem tá? e promete que assim que vc tiver um tempinho você vem me buscar?? promete? promete?
.
.
.póstumamente. Viviane, sua neta.



Era isso o que tinha a dizer hoje...
estou fechando essa budega aki, porque estou precisando de um tempo pra me recompor...
Talvez eu volte logo. Talvez eu não volte nunca mais...

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

QueRo...

É o seguinte...
Quero seu carinho, seus afagos, seu amor e o seu coração;
Quero receber de você tudo o que você tem,
Quero seu romance, seu carinho, e claro, sua boca também.

Quero seu perfume, sua voz e suas palavras,
Quero seu rosto e seu jeito sério que me deixa encantada;
Quero sua compreensão, quero sua paixão,
Quero suas manias e seus sussurros;
Quero seu jeito meigo, e

Quero também esse seu jeito nervosinho que me faz temer.
Quero sua alegria, suas fantasias,

Quero o que você quiser me dar;
Quero seus olhos, seus braços que me abraçam,

Quero suas pernas que te trazem até mim;
Quero sua presença e a tremedeira sem fim;
Quero seus beijos sem hora certa,
Quero sua corpo que me faz sentir completa
Quero você perto de mim com seu calor que faz com que eu me sinta bem;
Quero suas mãos e o arrepio gostoso que elas me dão,
Quero seu toque e o cheiro gostoso que você tem,
Quero o desejo transparecendo em seus olhos,

Assim como os meus indicam que te desejam;
Quero todas essas coisas, essas e muitas coisas mais.
Quero o que você puder me dar,

Quero tudo que você tem a me oferecer,
Quero você perto de mim e
Quero que aceite todas as coisas em mim,
Que são todas as coisas que eu reservei
Somente para dar a você...


quarta-feira, 22 de outubro de 2008

MOTIVO...

Não sou uma pessoa social...
Gostaria de ser, mas não sou
e não entendo porque!
Tento ser o mínimo sociável o possível,
mas não dá, ou melhor, o mínimo eu até consigo
mas o mínimo é meu máximo...
Tudo começa bem, mas quando me dou conta já estou
afastada, excluída (e em paz comigo mesma)
Tenho um ciúme enorme de mim...
E não me divido com ninguém
Talvez isso seja reflexo da
minha tristeza, da
minha agonia, da
minha angústia, da
minha inconstância, e da
minha frustração
.
.
.
Ou talvez da saudade enorme do Vidu.
.
.
.
E com certeza de tudo isso junto.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Social ou não, Eis a questão.

Ser social pra mim é difícil, sabe?
Estar presente, sorrir pra todos, falar com todos...
Não é pra mim
Eu tento, mas não consigo!
Ser um ser social pra mim significa:
......*fazer de conta que não viu ou ouviu;
......*fingir que gosta;
......*fingir que agüenta;
......*massagear o ego dos outros
ou seja: fingir, fingir e fingir!
Não sou uma pessoa falsa,
não consigo fingir...
sou verdadeira e transparente, se não gosto, logo os outros percebem.
E esse negócio de massagear o ego dos outros!
Meu, isso não dá pra mim!
se não gosto de alguém, ignoro, passo reto, ou tento ser o mais displicente o possível...
Não sei onde foi que aprendi isso, sinceramente eu não sei!
deve ser do signo! isso, é signo!
ou então pode até ser culpa da criação, isso mesmo minha mãe é quem é culpada!
ou pode ser também que eu só devolva o que recebo, ÉÉÉ!!! isso sim é que é a real, os outros é que são os culpados por eu ser assim!!
ou talvez até seja culpa de todos os fatores acima indicados...
isso mesmo! a culpa é de todo mundo... menos minha!

Não pessoas, eu NÃO sou uma pessoa calada nem reclusa do mundo.
Sou falante ao extremo, tenho meus amigos e conheço mais gente do que vereador municipal, eu AMO falar (juro), mas pra me fazer falar, tem que ser foda.
E se por acaso você aí do outro lado dessa tela resolver bater um lero comigo e se sentir assim... um pouco... ahnnn... falando sozinha (o); é porque não tá agradando... Aí você muda de assunto pra ver se resolve, tá?
E se persistirem os sintomas de anti-socialidade (??) em mim, você:
Olha pra parede e fala com a minha mão, que meu dedo te responde...
rsrsrsrs...

Desculpem-me... é que uma síndrome de anti-socialidade (?­_?) me invadiu profundamente.
sorrows, sorrows...

olha os efeitos colaterais de gostar de você aí, vidu...
tudo isso é culpa sua! só sua!
(momento bota a culpa em my love *on*)
ninguém mandou não estar aki...
tá bom, parei. não vou culpar mais ninguém
(prometo que vou tentar)

Agora me dêem licença que eu vou alí e já volto...
laráriii-lárárááá...


ps. Tenho escrito compulsivamente esses dias, não tô dando conta de tantas idéias que vêm surgindo na minha cabeça... é papel que não acaba mais... o foda é lembrar onde guardo os papeis, pois minha memória continua igualzinha de 5 segundo atrás... ixi... já esqueci!

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

=> ELA <=

Ela olhava pela janela
Ela esperava o futuro
Ela aguarda a hora
Ela queria viver
Ela morava numa casa
Ela se sentia presa
Ela queria voar
Ela sabia amar

Ela era alguém visível aos outros...
Mas invisível para si mesma...
Ela esperava um sinal para começar a viver...
E enquanto esperava, ela repreendia seus pensamentos
Ela aguardava a vida sem saber que a vida já havia chagado..
Esperava ansiosamente a hora de partir...
Sem perceber que a hora já tinha chegado...
Ela aprisionava seus sentimentos, mas era cárcere do seu próprio destino…
Ela era prisioneira de si…
Mas não ousava fugir...


Thata, não fique brava com isso que escrevi...
Só escrevi o que vejo em relação á uma pessoa que amo muito, que é você...
E só quero ver você longe dessas amarras que a prendem por dentro...

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

..::Eternity Love::..

.
.
Quanta raiva senti ao ver aquele sorriso audacioso a
me dizer que meu coração já era seu...
mas acho que foi esse mesmo sorriso audacioso...
seguro e lindo que me fez te amar...
acho que eu já te amava,
só que eu não sabia...
Eu não queria te amar...
Mas o fato já estava consumado,
Então tive que me render!!
Fazer o que, né?

.
Agora te amo com todas as minhas forças e
nada poderá mudar esse sentimento dentro de mim...
Muitas vezes me pergunto como pode alguém
amar outro alguém tanto assim
Mas logo vejo a resposta quando
olho em seus olhos e vejo a luz do nosso eterno amor...
Te amo eternamente.

............................................................................. (Minha tattoo)

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Coisas que apenas palavras podem dizer...

- Estou me sentindo totalmente perdida, é como se eu estivesse caminhando e de repente viesse um furacão, tirasse tudo de ordem e eu não soubesse mais pra onde ir.
- Eu já me senti assim. Sei como é.
- Então me explica como eu faço para sair dessa....
- Você faz o seguinte: feche os olhos e siga o caminho que o seu coração mandar...
- Mas e se ele me levar para uma direção que eu não quero ir?
- Confia nele, se o seu coração tá mandando é porque é o melhor para você.
- Mas e se o melhor pra mim não for o que eu quero?
- Então não sei como você vai fazer!!
- Além do mais, esse negocio de sorte, fechar os olhos, jogar na moedinha e ver no que vai dar não é pra mim, sou muito azarada.
- Rsrsrs... Eu também sou muito azarado! Nunca ganhei nada, Nem em rifa de festa junina de escola!!
- Vixi! tá pior que eu! Mas falando sério, eu quero escolher o caminho que eu quero seguir...
- Menina complicada você hein! Pra onde você quer ir então?
- Eu quero seguir o caminho que me leve até você...
(silêncio, mil pensamentos, coração acelerado)
- Posso ir te buscar??
- ...

É verdade que um ato vale mais do que mil palavras...
Mas existem coisas a serem ditas que nenhuma atitude substitui
...



ps. Sim vidu, isso foi o que dissemos um ao outro... você se lembra? eu sim...

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Differences Between me and You...

Ela se faz de inteligente
Ele finge que é burro
Ele curte corpos
Ela se diverte com espíritos
Ele gosta de flores
Enquanto ela escreve poemas
Ela é curiosa,
Ele não liga pra nada
Ele gosta de silêncio a mesa
E ela acha tudo isso uma chatice...
Ele fala com os olhos,
E ela entende só de olhar
Ele sempre sabe o que quer
Enquanto ela sempre diz "eu não sei..."
Ela tenta não esquecer de nada...
Ele tenta não lembrar de tudo
Ele gosta de ouvi-la falar...
Ela gosta de lhe contar novidades...
Ela gosta de bate-cabeças
E ele morre de medo que ela se machuque
Ela curte Pistols, Clash, Lou reed e Good Charlotte;
Ele gosta de Vanessa Rangel, Roupa Nova e muita coisa do fundo do baú
Ela é eu
Ele é você
Que somos tão diferentes, que acabamos por nos encontrarmos em diversos pontos dessa vida...
Somos tão diferentes que chegamos a nos atrair fatalmente, tanto que ficamos grudados um ao outro...
Sempre tentamos escapar...
Mas nunca conseguimos...
Ela é muito diferente dele...
E ele é tão diferente dela...
Eles são diferentes...
Eles só tinham uma coisa em comum...
..:: O AMOR INCONDICIONAL ::..
___________________________________
ps¹. vidu, eu to com uma saudade louca de vc, acho que é por isso que eu to doente, só pode ser!
não é anemia coisa nenhuma! o nome disso é saudade...
ps². Esse aki acabou de sair do forno...
acabei de fazer em homenagem ao meu love, que está longe agora e continuará longe até domingo que vem...

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

O Espelho...


Não gosto da imagem que vejo refletida em meu espelho...
Mas a aceito e a respeito...
A imagem que nele vejo, não é a que gostaria...
Mas a amo!
Amo- a porque faz parte de mim...
Amo-a simplesmente...
Porque este foi o rosto que Deus me deu...
Não. Eu não a amava,
Eu não a queria,
E não me respeitava.
Durante muito tempo, essa imagem que vejo no espelho
me incomodou fatalmente...
durante muito tempo foi motivo de minhas lágrimas...
hoje em dia não é mais;
Aprendi...
>>>>> ...a me amar do jeito que eu sou...
>>>>>...que aparências são apenas aparências...
>>>>>...que meu rosto não diz o que sou realmente...
>>>>>...que nem tudo que reluz é ouro...
Agora...

>>>>>>...entendo que uma pessoa é nobre por seus atos, e não pelo seu belo par de olhos...
>>>>>>...Tenho confiança em mim...
Agora ...

>>>>>>Consigo dizer que sou feliz...
______________________________________________________
sim vidu...
tudo isso foi vc quem me ensinou...
te amo por isso e por muitas outras coisas...

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Não tenho muita coisa pra dizer... Mas vou fazê-lo mesmo assim.

.
.
.
Aliás... tenho muitas coisas pra te dizer, Rafael! Muitas!!!
Quer ouvir? não? foda-se! pois vou falar de qualquer jeito!
Gostaria muito de te dizer ao senhor, que você não tem direito nenhum de entrar na minha vida! não tem direito de fazer toda essa bagunça que você tá acostumado a fazer!
tá pensando que aqui é a casa da casa da mãe Joana
, é?
Não sou seu brinquedinho, não sou a boneca que você pode usar, abusar e deixar largada por aí...
Não sou cura-ressaca, não sou café amargo nem chá de boldo... Me procure somente quando estiver sóbrio, ok?
Você é bem o tipo de cara que eu imagino, faz joguinhos, mas gato e rato não combina comigo, e não vou cair no seu jogo de novo, por mais que eu queira, de novo não...
Dois escorpianos, sei bem como é!
Sexo e joguinhos de sedução, perigo... mas chega uma hora que um dos dois cansa... e quem cansou fui eu...
Só peço por favor, não venha atrás de mim, não pense que vai me ganhar, não me venha com suas
canções a la Elvis, nem me venha!!
Acha o que? não sou a troxa, pisou uma vez e não vai me pisar de novo..
Porque eu não quero...
Todos perceberam que vc já gosta de alguém, só você não acordou ainda...
Deixe estar, Rafael! deixe estar...
meu namorado vai voltar...
e vai me proteger de você...

“Love me tender,
Love me sweet
Never let me go"...
>======================
Droga!! por que os seres humanos nunca se contentam com o que têm?
porque eu fiquei sim, com vontade de te beijar? mas porque ao invés disso eu dei foi um belo de um murro? Será que você estava só me testando?
de qualquer forma..

Não tenho muita coisa pra dizer...

apenas isso:

>======================

Álias, tenho muita coisa pra dizer!! mas não será aqui... (e sim aqui)

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

..eScURo..


Tenho medo do escuro...
Tenho muito medo do escuro.
Porque é no
escuro que vejo quem realmente sou...
Quando o
relógio bate 18:00, é a hora em que luz e trevas se misturam;
E desde então começo uma contagem regressiva para me
encontrar...
Mas
não preciso olhar em volta, não preciso procurar muito,
Pois é só a noite cair totalmente que logo percebo que lá está meu verdadeiro eu...
Ele está logo
ali...
Á espreita...
Esperando...
Para me atacar...

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

hoje é dia de presente!!!! êêê!!!

__Selinhos:________________________________________________
Há uns 78145844859484145675466 milhões de anos atrás, eu recebi alguns selinhos da Mandy mas por falta de coragem (ou muita preguiça) não os dei os devidos créditos nem repassei, e essa situação começou a ficar insustentavel quando recebi mais quatro, dois da rafaella e dois do vinicius, afinal eu sou uma grande preguiçosa e acabei com tabalho em dobro, ou melhor em triplo!
Que bosta!!
Não!! bosta não são os selinhos viu pessoal!! bosta é essa preguiça maldita que não me deixa nem pensar!!
mas aí estão, olha que lindinhos:

Estes foram da Mandy:





e repasso para:


minha maninha tammy
e minha maninha de sobrenome,
Bruna


mandy, linda! brigada fofa!


Esses eu recebi da Rafaella:




descupem eu ter quebrado a corrente dos dardos, mas é que eu não ia passar pra 30 blogs nem fudendo! mas posso repassar para :


confessions of a sad girl; Imensidade x3, A super fofa ariana, mandy, vinicius, enxaqueca, raquel, *sonhador*, de novo rumo e minha maninha de novo!! (sim sim, sou uma puxa saco de plantão)


Brigadão Rafa! ti adoro!!



E por ultimo esses que ganhei do
Vinicius:


aaaaii... e tava louca por esse:







E repasso para:

A tatah; A tammy; A mandy; A aninha de aleluias e agonias de ser; ju de Pqueno Rascunho, A Rafaella (como ela já tem o primeiro fica só o segundo como presente, pq presente repetido não tem graça, né) e a Natalia.

Vinicius, muitissimo obrigada, tá? receber um presentinho de um blog que eu adoro tanto é um prazer, tá?

__________________________________________________________
ps. mais uma prova hoje... ninguem merece... To frita!! [= §] ps². Repararam no desenho do blog?? gostaram?? eu que fiz!! achei que esse blog tava meio sem graça e resolvi colocar um pouco de colorido nele...
ps³. aproveitando o momento pra dizer: VIDU, Eu te Amo! Brigada por me fazer FELIZZZZ!!!!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Descoberta 'o'

..

DESCOBERTA...


Com ele eu aprendi...
Aprendi como amar
Descobri o que é amor
Descobri até onde meu corpo pode ir
E vi ate onde o desejo pode nos levar
Com ele descobri meu corpo
E todo amor que havia nele
Foi ele quem me ensinou
Os caminhos do meu corpo
E foi com ele que descobri
Como andar até meu coração
E foi ele que me fez enxergar
A beleza escondida em mim
Enxerguei a beleza que há no mundo
E que antes eu não via
Aprendi a olhar o mundo de outro ângulo,
de outro jeito...
do jeito que os apaixonados contemplarem a vida
Uma vida que lhes deu um grande amor...
Muito do que eu sei hoje
Foi ele quem me ensinou
E foi com ele que aprendi
Muita coisa que eu sei hoje...

Esse é mais um texto que eu escrevi em homenagem àquele cara que eu realmente amo, mesmo que não estejamos assim tão próximos...

ti amu vidu!!

Ps. hoje eu tenho uma prova, a minha primeira prova... e minha primeira bomba! affmaria fudeutudo!

Ps². junto com a prova eu tenho que entregar um fichamento, que eu não fiiiizzzzz... alguem aí sabe de algum site onde façam fichamento on-line de "Marilia de Dirceu"?? affmaria, fudeutudo duasvezes!!

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

***Primavera***

____Ele chegou...
____E como a primavera tranqüila e sorrateira que vai despertando tudo a sua volta, com um toque ele despertou meus desejos;
____E foi como a primavera que cobre de flores os campos nus que o inverno deixou, que ele cobriu meu corpo com o mais puro dos sentimentos: O AMOR...
____Foi como a primavera que faz as flores se abrirem, que ele chegou e me fez desabrochar; abrindo cada pétala do meu corpo.
____E foi como a primavera, que venera seus seres primaverís recolhendo as formas, cores e sabores, para que sua volta seja cada vez mais cheia de frutos, que ele recebeu tudo o que eu tinha a lhe oferecer...
____E como uma flor que desabrocha apenas com a chegada da primavera, eu estou novamente adormecida esperando ansiosa pela volta da primavera que chegará, me despertará suavemente, me cobrirá com seu amor, abrirá as pétalas do meu corpo e receberá tudo aquilo que tenho a oferecer...

Esse poeminha eu fiz em homenagem ao meu amor... faz tempo e hoje eu resolvi colocá-lo aki para mostrar a ele que mesmo depois de tanto tempo meu amor por ele não morreu...
ti amo VIDU!!!! ti amu di verdadi!! (hã! por vc eu até mato o português! rsrsrs!)

Muitissimo obrigada love. muitissimo obrigada por ter me ensinado o significado da palavra amor....

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Eu Sou = )

Muito seria, Meio maluca, Um pouco rebelde, Depressiva, Chorona Demais
Quadrada pra caramba, Sou muito desastrada!
Me bato em tudo... Derrubo tudo... To
sempre roxa
Gosto de sol, mas
não muito!!
Gosto da noite e do Quarto escuro...
Queria ser mais empenhada.
Sou ceguinha, uso óculos
Sou maluca... Eu falo com as paredes...
Não gosto de praia!! Nem de biquíni!
Gosto de musica alta... Beeeem alta!!
Gosto de luz fraca,
Gosto de lilás e rosa... E preto!!
Sou louca, Choro por livros... E filmes...
Por pessoas eu evito chorar, Pq elas deixam Saudades
Mas não merecem lágrimas...
Não ando de salto, Mas acho um luxo!!
Odeio ser baixinha, Mas sei que tem gente Mais baixa do que eu;
Já me apaixonei... E amei...
Queria ser traída, Pra ter do que
reclamar
Já trai... Já sofri...Já fiz sofrer
Não fumo, Já não bebo
Não gosto de gente fraca.
Gosto de estar sozinha. Sou meio carente. Psicologicamente independente
Me basto sozinha. mentira, preciso de várias pessoas ao meu redor...
Manipuladora, Chata até ter o que quer. Ainda mais manipuladora
Satisfeita, Egoísta talvez...
Nem um pouco ciumenta... (Tá bom, tá bom!! Só um poooouco!!)
Gosto do meio termo...
Não quero casar, Nem filhos...
Mas quero Casamento na igreja e uma dúzia de crianças...
Odeio ser mandada, Odeio não ser eu. Odeio mandar o tempo todo. Odeio quando não me
obedecem...
Amo ler... Leio tudo, do luxo ao
lixo!
Amo
escrever!! Escrevo cada porcaria... Escrevo coisas boas também!!
Não estou preparada. aliás NUNCA estou preparada!
Adoro o silencio. mas amo falar.
Tenho boas amigas, bons amigos também!!
Sou básica, Insegura, Assustada, Penso demais, Faço muita coisa também. Prevejo demais!!
Odeio gente estúpida, Não falo com elas (ou evito falar)
Odeio gente fútil, Odeio gente porka, Não Gosto de silencio a mesa... Parece velório... Adoro Palavrões e
Piercings
Gosto de coisa xike, Já tenho tatuagens, Mas quero mais!!
Tenho insônia. Unhas curtas rosa, Pretas... Às vezes Vermelhas...
Engordar 3 quilos, Ou Emagrecer 3 quilos??
Gorda demais, Ou Magrela demais?
Peito grande... Eu queria ter...
Queria um quarto com paredes pretas
Gosto de café, refrigerante vá la...
Perfeição é relativa.
Eu queria...
Ser mais empenhada, Ser loira, Ser ruiva, Fugir de casa, Ir pra Inglaterra... Pra França... E pra Londres...
Sou Preguiçoosaaaa.... Odeio cozinhar, Amo comer, Principalmente Chocolate...
Sou Desconfiada, Irônica, Malvada, Chantagista, Coitadinha...
Desculpa cara... To te
enrolando!
Vai ser ALEX... Ou RICARDO... Ou quem sabe
FELIPE!!
Vai ser menino! Melhor menina...
Azar de quem não quer os
meus princí­pios!!
Não me desafie! Nem me deixe sozinha!
Sou teimosa; Nada como a minha
cama,
Nada como ser
eu mesma...
Você goste ou
não...
Eu me amo!!!!

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

***Talvez...***

Talvez eu seja tão odiosa quanto as outras pessoas ao meu redor;
Talvez eu seja tão amavel que me compadeço das tristezas alheias;
Talvez eu seja tão alegre que sorrio mesmo sem querer;
Talvez eu seja tão triste que choro sem motivo;
Talvez eu seja uma louca de pedra,
ou talvez eu seja uma louca no meio das pedras...
Talvez eu precise de Férias,
Talvez eu precise de trabalho... muito trabalho...
Talvez eu queira uma vida mais fácil,
Talvez eu precise de uma vida mais difícil.
Talvez eu aprenda a dar valor às coisas importantes,
Ou talvez eu continue não me importando com mais nada...
Talvez eu esteja cansada de chorar,
Mas Talvez eu não queira mais sorrir...
Talvez eu eu estaja farta dos "talvez" da minha vida,
Ou pode ser até que eu goste dessa situação;
As pessoas me perguntam
"talvez isso ou aquilo?"
E eu respondo que
"pra mim tanto faz"
Mas talvez eu ache isso bom.
Talvez eu ache até melhor que aquilo!
Talvez eu não goste dessa imparcialidade,
Mas talvez eu goste dessa palavra.
Talvez não. isso é uma certeza!
Eu gosto do talvez!
E gosto da sensação que ele me proporciona.
Mas isso é só um talvez...
Apenas um talvez...

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Dúvida

o sei quem sou,
sei que vivo e isso me faz ser viva...
Sou a representação do meu próprio eu,
que mais falsa,
mais mentirosa e mais cheia de maldade...
Não, isso não é errado!
Desde que eu cumpra fielmente
o papel de me ser completamente...



PS. AINDA ESTOU ESPERANDO DOAÇÕES...
não se esqueçam de doar!!!
BJUXXX

terça-feira, 2 de setembro de 2008

A matemática e as Doações

Aula de matematica:
vamos fazer uma conta, somem os itens a seguir:
7 calcinhas;
8 camisetas/ blusinhas;
4 calças jeans;
3 meias;
2 vestidos;
2 bermudas;
1 mini saia;
1 UNICO tenis.
agora dividam o resultado por:
18 dias fora de casa

qual foi o resultado???
resposta: "puta que o pariu! tô sem roupa!!!"

Como pode? pode alguem sair de casa e passar 18 dias fora de casa com 27 míseras peças de roupas?!!
p.q.p!!
tenho duas opçoes:
1) tomar uma decisão sobre o que fazer da minha vida ou
2)arranjar um cartão de créditos sem limite para fazer umas compriiiiiiinhas básicas.

e conhecendo bem essa minha mente confusa, acho que está mais fácil eu conseguir a segunda opção (ei você! tem um trocadinho aí?)

é sério, é serissimo...
preciso arranjar um cartão de crédito sem limite (se forem dois é bem melhor), antes que meu tenis comece a falar, e me chantagear, ameaçando contar por onde ando *implorando por férias* e as minhas roupas saiam por aí gritando "socorro! eu fui vitima de escravidão!"
ah, tambem estou aceitando doações [de preferencia de cartões, tá?] ; )

ou se essa rebelião de roupas não acontecer (que duvido muito que não aconteça) pode acontecer de qualquer dia desses eu ser barrada na porta do inferninho onde trabalho, vugo: Secretaria da Cultura... e vcs não querem isso para mim, não é?

e é nessa pindaiba de vestimentas que olho o guarda-roupa da tami e falo "PQP, Tamiris! vc não poderia ter o pé um pouquinho maior?" ou olho no espelho e penso "viviane! sua FDP! você não poderia ser menos magricela-raquitica-anorexica-sempeito-semcintura-e-sembunda?"...
Então tá né. agora que vcs já sabem onde trabalho, podem mandar os donativos pra lá tá?
Aceito tudo, cartões de crédito sem limites, talões de cheques em branco (com fundos, ok?), casa, comida, e roupas (novas) lavadas, enfim qualquer besteirinha atôa... rsrsrs...
olha que situação o ser humano chega né? tudo isso só para não ter que encarar o passado...
*affmaria! tenho medo de mim!* o_O


"Ainda vai levar um tempo
Prá fechar
O que feriu por dentro
Natural que seja assim
Tanto prá você
Quanto prá mim...
Ainda leva uma cara
Prá gente poder dar risada
Assim caminha a humanidade
Com passos de formiga
E sem vontade [...]

[...]Não vou dizer que foi ruim
Também não foi tão bom assim
Não imagine que te quero mal
Apenas não te quero mais
Não te quero mais
Não mais!
Não te quero mais
Não mais!
Nunca mais!"

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Tentei.

Tentei.
Juro que tentei voltar pra casa...
Tentei voltar para tudo aquilo que durante muito tempo chamei de "meu lar";
Logo que entrei no quarto vi lá aquela mochila que me acompanhou na minha chegada;
Ela estava lá, em cima da cama e parecia me dizer "por favor, não me pegue! não me leve embora! eu quero ficar!" pensei: "eu também mochila, também quero ficar."
Deitei na cama e fiquei pensando, imaginando como seria a minha volta e como seria se eu ficasse, ms quanto mais eu pensava, mais eu chegava a lugar nenhum, nenhuma confirmação, nenhuma certeza...
aliás, APENAS uma certeza: "NÃO QUERO VOLTAR PARA CASA!!!"
Minha amiga chegou e deitou na cama ao lado, ficou lá deitadinha, parada, me olhando com cara de coruja seca, putz! ela sempre me olha assim quando:

1 - quer me falar algo;
2 - quer me perguntar algo e tá com medo da minha reação;

Mas ao contrário das outras vezes, eu não precisei usar minha mediunidade (que não tenho) para descobrir o que ela queria; tava estampado no rosto dela que a pergunta dela era:
"você vai mesmo?"
então fiz a coisa que sou mais especialista... Chorar...
Chorei e não mais que de repente comecei a passar mal, alguem aí tem ou já teve hipoglicemia?
bom, esse palavrão aí em cima é uma especie de diabetes ao contrario, ao invés de açucar demais no sangue eu tenho açucar "demenos". pode uma coisa dessas?
então, toda vez que fico muuuuito nervosa, ansiosa ou afins, a minha pressão abaixa, e junto com ela, o teor de açucar...
então já viu né? começou o siricutico. tremi igual vara verde e meu coração doia sem parar, pensei que ia morrer. juro.

mas agora já passou, *graças a Deus*.

ah e quanto a minha decisão,
não fui. não voltei.
tentei. mas meu corpo tem vontade propria e não me permitiu de fazer o que talvez possa ser a maior cagada da minha vida, que é voltar ao passado...
bom, se meu corpitcho aqui não quiz voltar, quem sou eu para desobedecer, né? : )
rsrsrs...
vou adiar por mais um tempo essa decisão. e fazer de conta que a casa da tammy é a minha casa...

*____* *____* *_____* ____*

MY LIFE.....


Tenho 19 anos...
Há 19 anos eu nasci...
Vivi muita coisa durante todo esse tempo,
Muitas coisas modificaram minha personalidade,
Muitos acontecimentos mudaram meu jeito...
Com o tempo aprendi a ver quem sou,
E perceber através das palavras que minhas mãos escrevem
O que meu coração está tentando me dizer;
Mas ainda não posso dizer que sei quem sou;
Não posso dizer que me conheço,
Só sei meu nome...
Nem mesmo eu tenho um endereço!
A única coisa que sei sobre mim,
É que sou uma borboleta em transmutação contínua...
Procuro as coisas que a minha verdadeira
Personalidade perdeu por aí...
Procuro um endereço fixo e
Procuro também uma pequena
Coisa que se chama
Felicidade...

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Thanks boy!!/


Obrigada pelo consolo, quando me senti sozinha,
E pela liberdade que a sua presença me traz...
Obrigada por acalmar a fúria que os outros me trouxeram
E pelos doces sonhos que as noite ao seu lado me presentearam
Sei que não importa o quão seletiva seja a minha mente,
É no brilho dos seus olhos a única coisa que consigo reparar...
Ah os seus olhos...
Como é bom me perder por entre os encantos do seu olhar...
Como é bom olhar os seus olhos e enxergar uma manhã mais bonita.
A manhã... E o seu olhar... Que combinação mais perfeita!
Preciso agradecer isso urgentemente!
Obrigada pelo brilho incessante dos seus olhos;
Obrigada também pelo seu sorriso...
Esse sorriso que costuma me dizer coisas
Que palavra nenhuma consegue dizer...
Esse doce sorriso que me cativa, me domina, me seduz...
...E me deixa boba...
Mais boba do que já sou...
Ah! Como eu poderia esquecer!
Obrigada por me deixar assim...
Desse jeito! Você sabe...
Ah, desse jeito assim...
Alegre, contente...
Sorrindo pelos quatro cantos...
E acima de tudo...
Te amando...
Incessantemente...

CHEGAAA!!!!!!

gente, tô passando por algumas coisas dificeis...
mas tô tentando suportar...
não sabia que éra tão dificil assim viver! acho que é porisso que eu vegetava...
ah uma novidade: não estou morando mais com a minha mãe... desde a semana passada...
foi assim:
no domingo, o demônio desfarçado de pai atacou denovo
(ah tá e a novidade?!?)
aí minha mãe não quiz deixar barato e e começou a enchê - lo , eu pedi para ela parar pq a situação ia piorar, e estava certa, piorou mesmo! ele queria bater nela, mas eu e minha irmãzinha de 9 (isso mesmo! 9 anos) separamos... ele pegou a faca e ia para cima dela, segurei-o (a tempo de quase me machucar) e ela pegou alguma coisa pontiaguda e queria ir pra cima dele tambem, mas eu e a minha irmã continuamos tentando separar, antes que pudesse ocorrer uma tragédia...
Levei minha mãe p/ o quarto e e fiquei lá com ela pra ver se ela se acalmava, mas nada...
ameaçou me bater se eu não a deixasse sair. não deixei.
fingiu que tinha se acalmado (e eu besta, caí na dela) e saiu, foi pra cima dele, eu e minha irmã não aguentavamos mais de tanto chorar, eu estava com os nervos á flor da pele, tremia, chorava e tentava separar a briga...
até que:
- CHEGAAA EU NÃO AGUENTO MAISSS!! aquele era o meu grito de indepêndencia, ninguém ouviu, prefiriram ficar lá tentando matar uma ao outro.
Fui para o quarto peguei minha mochila e coloquei algumas roupas e sái...
chorando, desesperada, parei no orelhão e liguei para a a Tammy.
- Alô, Thata? (tentei manter a voz firme, tentei não chorar) Vem me encontrar...
pronto. já era. todo o auto controle foi por agua abaixo, e chorando feito criança no bocal do telefone ouvi ela, num misto de preocupação e confusão perguntar:

-O que que vc tem?? O que que aconteceu? viviane, fala comigo!
- vem me buscar... [soluços] por favor...

desliguei o telefone e fui andando... cada passo que eu dava, era como uma facada no meu coração, todos olhavam e eu olhava para o chão...
chorava demais.

Queria correr.
Queria sair dali.
Queria morrer...
Queria tudo...
Mas não fiz nada....
Apenas andei...
Andei em direção a algo que pudesse me libertar dos montros que vivem perseguindo a minha mente...
A casa da tammy nunca demorou tanto pra chegar quanto nakele domingo;
E derepente ao longe, avisto akela imagem que já estou acostumada, minha vista, apesar de embaçada conseguiu reconhecer akela que é sem sombra de dúvidas a minha melhor amiga...
fui me aproximando, ela não sabe disso, mas só de ver sua imagem à minha frente, já me deu grande alívio... pois era o meu porto seguro quem estava ali...
A abracei com toda a força que pude e desabei ainda mais em lágrimas, não por tristeza, mas de alivio pois o socorro havia chegado para mim...
Fui pra casa dela...
E lá estou até hoje...
Não sei o que seria de mim agora...
se não fosse a minha amiga...
A MINHA MELHOR AMIGA...
eu não aguentava mais tanta tristeza... e acho que não vou mais voltar...
aceito concelhos...

BJUXXXXX em seus corações...

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Miiiiga....

Existem sentimentos que palavra nenhuma consegue traduzir...













Para todos os outros existe a amizade....




isso mesmo. somente isso tenho a dizer sobre vc, minha grandissíssima amiga...
Obrigada pela força que tem me dado ultimamente e por ser, nas horas em que eu mais preciso, o meu PORTO SEGURO, a minha FORTALEZA...
me desculpe por ser sempre essa ciúmenta compulsiva sedenta por atenção,
me desculpe por ser sempre essa "preta abusada" que vive te atormentando e pegando suas coisas sem pedir permissão,
me desculpe pela grosseira que ás vezes sempre sou e me desculpe por amar vc tanto...
mas vc sabe como é, né?
amor agente não controla, só aceita e oferece ; )
Eu amo você, minha superhiperbigextramiga mesmo vc sendo pequenininha (?)
BJUXXXXXXX in your heart

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Como Rosa Vermelha...



Sentada na frente da TV com um programa nada atraente, ela começa a se cortar; há muito tempo isso não acontecia, mas dessa vez era definitivo...
Era definitivo o seu desejo de morte, já que não se encontrava mais feliz em seu interior e tinha se cansado da mesmice de sua vida...
Ela passou anos e anos lutando por tudo aquilo que hoje ela tinha, mas não estava mais feliz;
Ela sempre gostou de aventuras e incertezas, não saber o que fazer para conseguir o que queria, sempre lutando das maneiras que lhe convinham;
E depois de muita luta, depois que conquistou o que sempre quis, mas não tem mais a incerteza do amanhã, seus dias eram iguais ou parecidos; e isso a deixava extremamente triste e sem vontade de lutar por dias sem fundamentos, foi aí que ela resolveu se cortar...
Ela desenhava com a lâmina, sangrentas e profundas cruzes em seus braços, com a desculpa de que Deus a livraria de seus pecados ou de que ele a salvaria de seu futuro.

Deus morreu por mim, cabe a mim morrer por ele...”
Eu sou o cordeiro de Deus e dou o meu corpo e remissão dos meus pecados”

Volta e meia ela dizia essas palavras, não que fosse religiosa; pelo contrario: O ensino Religioso que a prendeu durante a adolescência não a impediu de mais tarde rir da cara deles, nem de dizer essas frases repetidas vezes com um sarcástico e irônico sorriso no rosto encantador...
Às vezes, para anestesiar sua dor, ela olhava a TV, mas sue sentimento de repulsão só aumentava; queria desligá-la, mas sua cabeça estava confusa demais para saber se conseguia levantar-se; então resolveu concentrar-se em seus corte, mas sua concentração não durou muito; “Quero assistir minha morte.” ela pensou, tomou coragem e foi buscar um espelho, estava tonta mas ainda sabia como andar em sua própria casa; pegou um espelho e no caminho de volta ao seu aconchegante sofá lembrou-se de desligar a televisão, pois àquela altura já havia se tornado irritante para ela...
Só quando foi desligada a tortura daquela garota, que ela percebeu que já era noite e a escuridão invadiu sua casa, mas dava para reconhecer os objetos graças à luz da lua que entrava pela pequena brecha deixada pela cortina;
Ainda em pé, olhou a TV e pensou:
“Tão desligada quanto minha mente”
Deu um giro em volta de si, observando a sala que ha alguns anos fez parte da sua vida, mas antes que pudesse pensar algo, soltou um grito abafado dentro de seu peito e se deixou cair de joelhos...
Caiu de joelhos e começou a se cortar como se ferisse o mais cruel dos seres, seu alvo, agora, não era mais seus delicados e sangrentos braços, agora ela não morria só para o mundo, morria para si própria e atingia sem dó sua delicada barriga, atingia seu delicado rosto; aquilo que sempre foi seu motivo de orgulho para ela e inveja para os outros passara a ser apenas um pedaço de corpo que ela não cansava de machucar;
Deitou-se e logo veio a vontade repentina de vomitar, mas logo conteve-a, pensando consigo mesma
“se for para morrer que seja com o pouco que me resta do almoço”.
Com esse pensamento, sentiu vontade de rir, mas sua doce voz vinha acompanhada do sabor amargo do sangue, então decidiu para de rir, pois como ela mesma disse “não havia se cortado tanto para simplesmente morrer engasgada com seu próprio sangue”
Então pegou seu espelho e ficou observando-se, olhando no fundo dos seus olhos negros de lente, pois detestava o verde natural de seus olhos e decidiu adotar olhos pretos como seus...
Mesmo com olhos cor da noite ela de tão linda, reluzia como um flash na escuridão, seu olhos “negros” combinavam com seu jeito marcante, seus cabelos escuros, seus lábios vermelhos e sua pele muito branca que ficava rosada quando se envergonhava...
Seus amigos apelidaram-na de “branca de neve” e ela gostava dos apelidos que colocavam nela, ela gostava porque eram engraçados e representavam o carinho que eles tinham por ela...
Ainda olhando em seus próprios olhos, ela pensou em sua vida, sua beleza que havia se tornado nula, mesmo que sobrevivesse a toda essa tortura, restariam eternas marcas, lembrou de que desde era independente, que desde que se mudou para a “selva de pedra” (como ela mesma chamava) não precisava pedir ajuda á ninguém, lembrou-se de que suas idéias eram sempre próprias e que geralmente todos eram contra...
Caiu em tentação e perguntou a si mesma “Qual o motivo real para se matar?”
Mas não podia se arrepender e envenenou-se com pensamentos de depressão lembrando-se de sua rotina e conseguiu afastar a vontade de viver quando se lembrou de sua “planilha de rotina diária”; Foi então que ela lembrou que hoje era o dia da semana em que o seu noivo vem ate sua casa buscá-la para saírem juntos...
Ela tem um noivo, e ele é o que se pode chamar de homem dos sonhos; assim como ela, ele poderia ter quem ele quisesse, mas ele só queria uma, e essa uma era ela...
Qualquer pessoa daria tudo para estar no lugar dela;
Ela percebeu isso...
Ela se arrependeu de sua escolha...
Mas já era tarde demais...


>>>>>>>♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ >>>>>>>♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Sei que essa história não é muito feliz, nem romântica, né?
Quando escrevi esse texto, imaginava uma pessoa com a minha personalidade
(e com a beleza que gostaria de ter), que luta como eu luto para conseguir as coisas, que adora aventuras e coisas proibidas como eu gosto, que não gosta das coisas rotineiras como eu odeio... ...que com o passar do tempo se cansaria das suas conquistas, como eu me cansaria do meu mundo, que tentaria se matar e no ultimo instante perceberia que foi um erro, assim como aconteceria comigo...
Essa garota da história existiu dentro de mim, mas ela não teve coragem de terminar como manda a história... pq o meu eu que queria viver a conhecia muito bem, e resolveu escrever uma história sobre o seu fim...
então ela desistiu da morte...
e resolveu tentar mais uma vez...
pq assim como eu, ela percebeu que a vida é bela e sempre merece uma segunda chance...
Não fico triste quando leio esse texto, pq penso que se não fosse ele, eu não teria pensado bem antes de usar a minha
saída de emergência...



bjuxxx ah! obrigada pela força (post anterior) vcs são mesmo uns fofos e não se preocupem, eu estou bem...

ps. ah tentem ignorar a foto aí em cima, tá? olhem só a paisagem maravilhosa de Campos do Jordão atrás de mim, ok?? rsrsrs...

ps². amo vocês!!♥ ♥ ♥ ♥

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Eu e meus sentimentos aleatórios...

Estive por aí na net, dando uma olhadinha em alguns blogs e vi que vááááárias pessoas fizeram uma homenagem aos seus pais no dia 10...
Eu não fiz! *0*
Não fiz por alguns motivos:
1º. Não entrei na net akele dia;
2º. Não estava (nem estou) falando com ele;
3º. Não estava nem em casa akele dia (o que não significa que eu não tenha o visto)

Antes que me perguntem, Não, eu também não lhe desejei “feliz dia dos pais”.
Sei que pode ser muito ruim para um pai não receber da filha um parabéns que seja, mas tenho meus motivos, que agora contarei a todos vocês...
Nunca falei muito da minha vida aki, né?
Aliás, nunca falei nada que denunciasse qualquer sinal da minha vida pessoal familiar; mas hoje resolvi abrir meu coração e falar um pouco sobre isso, acho que já tá na hora de vocês me conhecerem melhor e talvez até entendam essa melancolia toda que transformo em palavras e textos...

Bom... (puta que pariu! Eu não sei por onde começar!)
Meu pai tem um problema, ele sofre de alcoolismo e não pára (por falta de vergonha na cara) de jeito nenhum.
Ele sempre bebeu, mas eu sempre gostei muito dele porque ele sempre foi um cara muito legal, engraçado e brincalhão; e quando bebia ficava ainda mais divertido : DD.
Mas aos poucos as coisas mudaram, minha mãe deixou de gostar dele não queria mais continuar “casada” (eles não se casaram, só se juntaram.), mas ele ainda a “ama” (isso não é amor, é doença), ele não aceitou a separação, ela parou de dormir no quarto com ele (foi para o quarto meu e de minhas irmãs) e começou a traí-lo (isso mesmo, sem sexo e muito chifre) e ele “mudou” seu jeito de ser...
Mudou entre aspas pq quando ele está são sem uma gota de álcool no sangue, ele é o mesmo (ou quase) que sempre foi, mas tudo, toda a perfeição, se vai embora, se esvai por entre os dedos quando ele vai lá e bebe...
Pode ser qualquer tipo de bebida, o inferno começa quando ele a coloca na boca...
Não. Não estou exagerando.
Ele simplesmente se transforma! De cordeiro a lobo em apenas um copo de cerveja!
Vocês precisam ver (é assustador)!
Sei que vocês não vão acreditar no que vou dizer agora, mas parece que entra algum espírito ruim nele (não ria de mim, é sério.), gente, ele começa a falar sozinho (falar não, resmungar) coisas horríveis (puxa, já to com vontade de chorar), ele diz coisas que dariam medo no sr. José Mojica Martins (vugo Zé do Caixão)...
Não estou mentindo!! E tenho minha amiga Tammy que não me deixa mentir (ela não presenciou tudo, mas o pouco que viu já a deixa assustada.)
Voltando, ele diz coisas horríveis diz que vai matá-la, (se você tem estômago fraco, não leia as frases a seguir) que vai degolá-la como se faz com uma galinha... que é pra ela tomar cuidado quando dorme, pois qualquer dia pode não acordar... que vai beber seu sangue... (isso mesmo que você leu! se é que você leu.) e por aí vai... sempre piorando...
Falando sozinho (ou com alguma coisa que não podemos ver) ele resmunga, amaldiçoa, jura de morte, qualquer coisa do tipo (não sei explicar).
Isso sem falar nos palavrões (puta, vadia, piranha etc.) que ele xinga minha mãe, e minha irmã...


Há mais ou menos 3 anos eu convivo com esse inferno dentro da minha casa, essa dualidade, essa falta de respeito para com a família e com os vizinhos...
Agora ele pode estar limpo de bebidas, feliz e alegre...
Aí ele sai e volta meia hora depois, bêbado e infernizando nossas vidas...
De manhã ele diz que vai embora de casa (quem dera) pq não quer mais morar conosco;
De noite ele diz que vai ficar com agente e vai infernizar a vida da minha mãe até o ultimo dia da vida dela;
De manhã, calado;
De noite, juras de morte.
De manhã, pai;
De noite, odeia as próprias filhas por defenderem a mãe.
De noite, ele diz que só vai sossegar quando a ver no caixão,
De noite ele odeia minha irmã (ele a odeia) por ser respondona e “vadia” como a minha mãe (nas palavras dele)
De noite agente não consegue dormir
Sempre de noite...
Tenho medo da noite...
Tenho medo do escuro...
Tenho medo de perder a coisa mais importante pra mim...
De perder meu porto seguro...
Tenho medo de que no meio de uma noite qualquer eu possa perder minha mãe...
Sempre de noite...

Teve uma vez que ele tentou matá-la...
Teve uma vez que ele ligou o gás e deixou-o ligado querendo explodir tudo...
Teve uma vez que ele ia dar um murro (pense, um MURRO!!!) na minha irmã, e eu tive que empurra-lo e derruba-lo no chão...
Teve uma vez que ele pegou uma faca e foi atrás da minha mãe pela noite afora...
Teve um monte de vezes que ele atormentou nossas vidas...
Teve um monte de vezes que acordei a noite, mas fiquei deitada de olho fechado só
escutando ele resmungar...
Teve um monte de vezes que ele levantou no meio da noite abriu a porta do quarto e ficou lá olhando minha mãe dormir... (pois é... eu estava acordada... lá quietinha, de guarda)
E no dia seguinte?
Ah, no dia seguinte, ele não fala nada faz de conta que nada aconteceu...
Ah... já esqueceu? Parece que bebe, meu!!
Pois eu não esqueço não, tá tudo aki guardadinho, cada palavra de terror, cada noite que eu e minhas irmãs não dormimos velando o sono da minha mãe pra que nada pudesse acontecer com ela, cada sensação de medo que tive...
Então a quase mesma coisa de sempre aconteceu, quase, porque houveram diferenças akele dia 09 de agosto, véspera de dia dos pais...
Almoçamos na casa Tammy akele dia, eu, minha irmã mais nova e um amigo nosso, o Gabriel...
Tava garoando quando saímos da casa dela, íamos ao shopping mas primeiro eu tinha que deixar minha irmã em casa, o Gabriel não ia ao shopping, mas foi com agente até a minha casa (já que ele mora perto de mim) falei pra ele subir, pra não esperar na chuva;
Ele subiu também, sentou no pufe roxo no meio da sala enquanto esperavam, eu não sabia, mas meu pai estava em casa, no quarto dele, ele (o desgramado) escutou a voz de homem e foi correndo ver quem era, (já tava com a cara cheia de pinga) começou a xingar meu amigo, me xingou de um monte de coisas (já dá pra imaginar do que, né?) disse que eu levava os homens pra dentro de casa quando ele não estava, que era igual minha mãe (quem dera) e expulsou meu amigo...
Me ridicularizou...
Me humilhou na frente dos meus amigos...
Comecei a discutir com ele, saí e deixei ele falando sozinho...
Depois disso não falei mais com ele...
Minha mãe não estava em casa, se estivesse teria me ajudado a me defender dakele troglodita.

Minha mãe não estava em casa, mas ele conseguiu o que queria, que era descontar sua raiva em alguém já que seu alvo principal não estava lá...
Tomei a decisão de não falar mais com ele, enquanto ele não tomasse um gole de vergonha na cara e não parasse de beber... e não parasse de perturbar as nossas vidas...
De nada adiantou...
No dia dos pais, ele chegou bêbado em casa eu estava cochilando no sofá mas acordei quando ele chegou, fingi que dormia, e ouvi ele resmungar com o seu demônio:
“Dorme aí vadiazinha, pode dormir um dia vc vai precisar de mim, sua filha da puta vc merece morrer! Vc é igualzinha a sua mãe! Piranha” (sabem de que que eu lembro quando o vejo assim? Do Sméagol do senhor do anéis, falando sozinho e resmungando consigo mesmo – só que não é engraçado)
Até hoje não parou...
Por isso não falo com ele,
Por isso não dei presentes,
Por isso não falei...
“PARABÉNS PAPAI!!!”

Agora vocês sabem um pouco de mim, sabem um pouco da minha “família”
Obrigada por terem lido (ou não) isso aki...
Daki a alguns dias excluo essa postagem mesmo...



BJUXXX
Vcs todos são como anjos me dando a maior força aaammmoooo vocês.