segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Voltando apenas para algumas palavras

Tudo o que havia ali , era ela...
Era ela alí, no meio das flores sepulcrais
Em seu corpo não havia mais espiríto,
mas eu ainda conseguia enxergar vida
naquele corpo que não mais se movia...

Não sei porque, mas eu ainda conseguia enxergar vida
naquele coração que já não mais batia...


Talvez fosse culpa do desejo louco
de vê - la novamente em ação...

2 comentários:

*sonhador* disse...

:'(

Vinícius Aguiar disse...

Quando amamos, sempre conseguiremos enxergar flores onde há apenas natureza morta... é o reflexo de uma dor que não vai passar nunca, apenas amenizar como uma ferida de se fecha com o tempo, mas fica a cicatriz! Excelente texto, parabéns!