terça-feira, 31 de março de 2009

..::Mascaras::..

Se soubesse o que há em meu coração, Saberia que não há nada além de máscaras...
Máscara quando acordo, tentando não
demonstrar que sonhei com você;
Máscara quando me deito, fingindo
que não queria estar contigo ao me deitar...


Coloco uma grande máscara, árdua e pesada
sempre que saio à rua, tentando conter o desejo louco de te encontrar
Coloco outra ainda mais pesada quando não te encontro, fazendo de conta que estou feliz,

Mas não estou...



E quando chego em casa,
sozinha em meu quarto tento conter as lágrimas que
caem sem sessar de meu rosto cansado de máscaras...

E durante meus dias, as dúvidas assombram minha cabeça
Será que pensa em mim?
Será que sente minha falta?
Ou será que me esqueceu e pensa só em você?


Será que de nós nada restou?
Será que a chama do amor se apagou?
Será que não há nada em mim que você queira reaver?
por favor,
Diga olhando em meus olhos
Que nosso amor terminou...

2 comentários:

Vinícius Aguiar disse...

Num mundo de egoísmo como o que vivemos, quase sempre somos obrigados a carregar máscaras conosco... mas no amor não existem máscaras, e a realidde surge nua e crua diante dos nossos olhos! Pena que às vezes os fechemos para não enxergar o óbvio!

Beijos!

☆ Sandra C. disse...

nossa.. avisa antes de escrever algo assim..
porque essa doeu profundamente.
tenho de ir me recuperar do que escreveste.

pois eu lhe digo..

há algum tempo ando usando máscaras. levei uma surra do amor, um nocaute de direita, que me deixou com um enorme roxo na face. e nem mesmo as máscaras a consegue esconder. ando por ai, pelas músicas, pelas artes, pelos cinemas, pelos livros, me afundo no que não deveria me afundar, para tentar esquecer, e juro, as máscaras não escondem lágrimas.

é duro esconder um verdadeiro amor. principalmente quando vc sabe, no seu íntimo, que seu verdadeiro amor não lhe ama.