quinta-feira, 19 de março de 2009

Quando você vai...

.
.
.
Uma tristeza quase sepulcral vem me consumir;
Tudo á minha volta me parece mórbido...
Flores são sem vida
Céu é sem cor
Estrelas são sem brilho...
Nada me atrai...
Tudo isso quando você se vai...
Quando você se vai,
Um pedaço de mim morre
E não consigo enxergar um caminho
para me livrar dessa solidão
Toda vez que você vai
Uma sombra fica ao meu lado,
Seu rosto eu nunca vi,
Mas sei que tem grande influencia sobre mim...
Não sei muito sobre ela
Mas sei que seu nome é tristeza
E sempre que você vai
Ela vem pertubar minha solidão...

2 comentários:

Candy disse...

E qnd nao se tem mais essa pessoa que vai e volta?


*obg pela visita
;)

:**

Vinícius Aguiar disse...

Nossa, bem forte viu... mas acredite, despedidas só são eternas quando a presença não é mais viável! Enquanto houver sentimento recíproco, as despedidas serão apenas um vento passageiro, que vai dar uma volta ao mundo e retornar ao lugar de onde nunca deveria ter saído!