segunda-feira, 28 de abril de 2008

Sentimento Exposto

Foi naquele cubículo, que eu vi teu sorriso tornar-se sensual... Tão sensual que eu não conseguia mais resistir;
O gosto borbulhante do seu sorriso espalhava-se pela minha boca, enquanto sentia eu e você presos por paredes não tão alinhadas quanto deveriam ser.
Meus olhos dançavam com os nossos lábios, e eu sentia meus sentidos de areia escapando lentamente pelos meus dedos trêmulos...
Pronto! Agora sim! Será mais difícil resistir...
Já não sabia se era real ou se era o melhor dos meus sonhos.
Na nossa realidade imaginária e nos meus pensamentos havia uma mistura de luz e sombra liberdade e prisão, com os nossos sentimentos se misturando com aquela música que eu já não sabia de onde vinha, porque eu já havia me esquecido de tudo...
Me esqueci de onde a musica vinha, me esqueci de onde estava...
Me lembrava apenas de você... Você e eu...
Você e eu num pequeno quadrado que conseguia ser ainda menor diante de nossos sentimentos ali, tão expostos...
Eu juro que tentei entender e evitar o que acontecia, mas seu corpo estava tão junto ao meu, a música estava tão misturada em nosso interior absorvendo o nosso sentimento...
Não consegui evitar… e deixei que o seu sentimento envolvesse e libertasse tudo aquilo que lutei tanto tempo para esconder ...
Então você me abraça, seu perfume se multiplica e então eu soube que o seu corpo seria a minha perdição… eu sempre soube…
Espero que saiba que eu te mostrei quem sou de verdade, sem disfarces, sem medo…
Espero que saiba que fui completamente sua, de uma maneira que nunca sonhei que pudesse ser.
Vi a força esmagadora de suas palavras não cumpridas, vi meu coração se despedaçar por você…
Mas vi meu amor perdoar todo e qualquer ressentimento que vem de você, E vi também meu amor por você crescer cada dia mais…
A saudade de você era demais, mas ela se foi no momento em que nossos lábios se encontraram;
E também foi nessa hora que comecei a pensar que eu poderia ficar ali trancada com você o resto da vida…
Eu te amo, meu amor,
Eu te amo, meu vicio…

Um comentário:

Chris Rodrigues disse...

Viviane!
Obg por sua visita lá no Versos Avulsos!
Volte sempre, viu?!
Adorei seu texto!
Beijooo,
Chris